quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Resenha {Filme} - Escritores da Liberdade

Boa tarde caros leitores e leitoras.
Essa semana tive a oportunidade de assistir o filme Escritores da Liberdade pela faculdade e resolvi fazer uma resenha dele para o blog a fim de compartilhar minha experiência com o filme e indicá-lo a vocês. Então, vamos lá?
A história do filme inicia com Eva, uma das personagens principais do longa, contando sua história desde que era criança. Vítima da violência generalizada das gangues, Eva sempre sofreu opressão desde pequena, sendo mais tarde obrigada a ser membro de uma das gangues da cidade.
Posteriormente, o filme nos mostra a recém formada professora, Erin Gruwell, que inicia sua carreira como educadora em uma escola dos EUA que criou um programa de integração de jovens pertencentes a gangues, refugiados e afins. Já que Erin é uma professora recém formada e portanto sem experiência na área, ela vira meio que "vítima" de preconceito, sendo admitida na escola para dar aulas a turma que, na visão dos demais docentes (professores e diretores), é a pior da instituição.
Logo que chega na turma para iniciar suas aulas, Erin percebe a rivalidade entre seus alunos, sendo estes membros de gangues diferentes e até mesmo rivais. O "choque cultural" é também bastante evidente, uma vez que a turma é compostas por latinos, sendo Eva uma delas, e asiáticos, que não se dão muito bem.
Num primeiro momento, Erin sente-se frustada por não conseguir lecionar seus alunos por conta da rivalidade entre eles, mas após sucessivas tentativas, a professora consegue enfim tocá-los através de um jogo que ela propõe em sala com eles, fazendo com que percebam que a realidade de um é mais parecida com a do outro do que eles esperavam.
Apesar dos esforços de Erin em ensinar seus alunos, ela ainda não consegue obter os recursos necessários para que possa ensiná-los efetivamente, como novos livros para leitura e demais materiais didáticos. Sendo assim, a professora decide então arrumar um segundo emprego a fim de poder ajudar no aprendizado de seus alunos, o que deixa seu marido um pouco descontente (visto que dessa forma os dois não terão muito tempo para passaram juntos); mesmo sem o total apoio de seu companheiro e da escola, Erin tem a ajuda de seu pai, que apesar da postura rígida, está sempre incentivando-a a seguir seus objetivos. E é nesse linha que segue o filme; conflitos que antes pareciam insolúveis vão sendo resolvidos, a professora se vê na obrigação de arrumar mais um emprego para ajudar nas despesas com seus alunos (deixando assim a família um pouco de lado), a escola não dá apoio a ela, mas apesar dos pesares ele segue em sua luta pela educação.
Um filme fantástico com as incríveis atuações da Hilary Swank, como a professora Erin, e da Imelda Stauton como a conservadora diretora da escola (o que me lembrou muito a megera Umbridge, de Harry Potter XD).
O drama, que conta a história real da professora Gruwell, nos mostra que podemos fazer a diferença, basta batalharmos para conseguir. O único ponto que considero negativo é o fato da professora ter aberto mão de sua família em favor de seu emprego; fora isso, nada deixa a desejar no filme.
Super recomendo a todos, em especial aos educadores e futuros educadores, que estejam lendo esta simples resenha ^-^

Freedom Writers | Drama | EUA | 2007




12 comentários:

  1. Eu assisti esse filme há muitos anos e quando fazia Letras vi novamente indicado por uma professora. Como resultado: Amei!!!!
    É um dos poucos filmes que não apago do computador porque o acho muito bom mesmo!!

    http://www.terradecarol.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não apagarei mais esse filme do PC *-* Amei assisti-lo.

      Excluir
  2. Quando vi esse filme pela primeira vez fiquei tão emocionada que fui correndo comprar o DVD para minha coleção. Ele é fantastico, muito bor, forte e emocionante!!!!!
    Adoro aquela parte da dinâmica que ela faz para mostra que eles tem mais coisas em comum do que imaginam.
    Parabéns pela dica de filme, quem ainda não viu tem que ir correndo ver. Vale muito a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, é emocionante ^^ Com certeza vale muito a pena assisti-lo ^^

      Excluir
  3. Ual Isabelle, belo post! Não conhecia o filme, mas fiquei bastante interessada. E os comentários aqui reforçam ainda mais que o filme é bom. Vou assistir com certeza.
    Beijinhos,
    http://alanahomrich.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *-* Assista sim, vale super a pena :D

      Excluir
  4. Eu vi esse filme anos atrás e fiquei encantada com ele. É uma prova de que a educação pode mudar a realidade das pessoas e eu fiquei muito feliz ao perceber isso. Por causa deste filme a escola em que eu estudava comprou vários exemplares de O Diário de Anne Frank porque todo mundo ficou curioso. Também recomendo este filme *-*

    Gislaine,
    atualizado, comenta?
    Jeito Inédito
    {ah, eu tô seguindo. Se quiser retribuir ficarei muito agradecida :D}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, que legal :D É bom saber que um filme incentivou sua escola a investir no conhecimento ^-^

      Excluir
  5. Hmm, parece ser bem legal! Quando eu tiver oportunidade vou assistir!

    Adorei a resenha cinematográfica :D

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assista sim, vale a pena :D
      Fico feliz que tenha gostado da resenha *-*

      Excluir
  6. Oi Belle, não conheço esse filme não. Mas gostei de sua resenha e por isso vou procurar para vê-lo o quanto antes. Adorei seu blog. E se não me engano fui a seguidora n° 100 hehehe. Beijos, Fê!
    http://segredosemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá :D
      Obrigada pela visita, fico feliz que tenha gostado do blog ^^ Que demais, minha seguidora n° 100 *-*
      Assista ao filme sim, vale super a pena :D

      Excluir