segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Resenha {Livro} - Dom Casmurro (Machado de Assis)

Boa tarde caros leitores. Como estão? Curtindo o feriadão? Eu aproveitei para colocar algumas leituras em dia (XD), e consegui (finalmente!), fazer a resenha de Dom Casmurro; confesso que demorei bem mais que o esperado para ler esse livro, e mais ainda para fazer a resenha dele, mas enfim o fiz e trago hoje para vocês ^^
Então, sem mais delongas, vamos a resenha:
Dom Casmurro, o grande e aclamado romance da literatura nacional escrito por Machado de Assis, conta a história do personagem título, o qual é também o "escritor" da obra, uma vez que a história é contada sob o ponto de vista de Bentinho (nome real do personagem; Dom Casmurro é como ele se alto denomina). De início temos o protagonista fazendo uma reflexão de sua história antes de propriamente contá-la, e só então que a história de fato começa. Bentinho ainda bem jovem conhece Capitu (a famosa moça dos olhos de ressaca), por quem é apaixona-se perdidamente.

"Olhos de ressaca? Vá, de ressaca. É o que me dá ideia daquela feição nova. Traziam não sei que fluido misterioso e enérgico, uma força que arrastava para dentro, como a vaga que se retira da praia, nos dias de ressaca."
(Machado de Assis, p.57)

Entretanto seus planos "amorosos" com Capitu estão por um tris por conta de uma promessa feita por sua mãe, que prometera colocar o filho no seminário a fim de que este torne-se padre. No decorrer da história, Bentinho está cada vez mais apaixonado por Capitu, mas se vê divido por causa da promessa da mãe que não pode ser quebrada. Por diversas vezes Bentinho, junto de seu tio, tenta convencer a mãe a mudar de ideia, até que em um determinado momento seu tio encontra uma solução para livrar Bentinho da promessa da mãe. Após retornar do seminário (antes de se tornar padre), Bentinho finalmente consegue o tão almejado romance com Capitu, casando-se com ela mais tarde. A vida segue e Bentinho conserva uma grande amizade dos tempos de seminário, Escobar, que sai do seminário antes de tornar-se padre (como Bentinho). Mais tarde, Escobar acaba se casando com Sancha, a melhor amiga de Capitu desde sua infância. Os dois casais vivem felizes, Escobar e Sancha têm seu filho, e depois é chegada a vez de Bentinho e Capitu terem sua criança; o filho de Bentinho e Capitu vai crescendo e com ele cresce também a desconfiança de Bentinho quanto a fidelidade de Capitu, indo assim até o fim da história.
Em minha opinião, não acredito que Bentinho tenha sido traído por Capitu; ele que era chato e precisou de desculpas para outros propósitos (pronto, falei mesmo!); não gostei da postura dele, que em diversas me deixou com raiva de suas atitudes e pensamentos (adoro isso em personagens *-*). Machado de Assis foi genial ao criar uma história com tantos detalhes que te deixa em dúvida quanto a grande questão: "Capitu traiu ou não Bentinho?". Tanto é que isso gerou (e gera até hoje) diversas discussões acerca do assunto, dando inclusive brecha a criação de um livro (cujo autor não me lembro o nome :S) o qual chama-se Capitu - Memórias Póstumas, que conta a história dos dois do ponto de vista de Capitu. Ainda não li essa história, mas quem já leu disse que é tão boa quanto a de Machado. Bem, é ler para tirar as próprias conclusões ^^'
Outra coisa que achei interessante na história é o fato do protagonista muitas vezes conversas com o leitor, como na passagem a seguir:

"A leitora, que é minha amiga e abriu este livro - [..] - que fechá-lo as pressas, ao ver que beiramos um abismo. Não faça isso, querida; eu mudo de rumo."
(Machado de Assis, p.180)

Achei isso bem interessante e original.
Apesar de demorar um pouco para a história se desenvolver no início, é uma trama bastante envolvente que sem dúvida irá agradar a todos, sejam fãs ou não da literatura nacional.

191 páginas | 1° edição | 2008 | Rovelle





13 comentários:

  1. Parabéns pela Resenha, eu nunca li mais muita gente fala desse livro. Um beijo, Retribui a visita? http://sonhando-com-livros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada; fico feliz que tenha gostado da resenha ^^ E super recomendo a leitura desse livro ^^

      Excluir
  2. Hummmm... clássico dos livros colegiais.. tive tanta raiva menina de lê esse livro quando tinha 14 anos rsrsrs.. hj sou apaixonada por qlquer tipo de literatura.. mas tudo tem sua fase... dia isso a Capitu rsrsrs

    Belo trabalho de resenha... foi demorado mais valeu a pena.. tá perfeitamente perfeito rsrsrs

    bjinhos
    http://sonhosliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fato! A alguns anos eu não curtia muito literatura nacional, mas foi mudando com o tempo :)
      Obrigada *-* Fico muito feliz que tenha gostado da resenha ^-^

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?
    Li esse livro por leitura obrigatória no meu colégio, mas confesso que gostei bastante. Ao contrário de você, eu o devorei rapidinho. Em uma noite só! hehe.
    É um dos clássicos que mais gosto.
    Beijos,
    http://alanahomrich.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, tudo bem :D
      Que bom que gostou *-* Minha leituras obrigatórias não costumavam me agradar, mas depois eu virava fã delas xD
      Também gostei muito desse clássico ^^

      Excluir
  4. Ótima resenha, flor! Dom Casmurro é um dos únicos livros clássicos que somos obrigados a ler quando estamos na escola que eu amei de verdade!

    Adoro =D

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada ^-^ Fico feliz que tenha gostado da resenha *-*
      No meu caso, ele não foi leitura obrigatória na escola; ai li por conta própria agora, e gostei muito :)

      Excluir
  5. Gostei muito da sua resenha, parabéns!!!
    Qnd eu estava na escola o professor nos madou ler e no dia marcado para o debate dividiu a turma em duas, uma que defendia Bentinho e outra Capitu (penso como vc não acredito que Bentinho tenha sido traído por Capitu, ele era louco de ciumes e via coisas onde não tinha). Li esse livro 2x e tenho vontade de ler outra x um dia. Adoro Machado e seus papos com os leitores!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, fico feliz que tenha gostado da resenha :D
      Show *-* Também acho isso: Bentinho era muito ciumento xD

      Excluir
  6. Linda resenha, Machado de Assis é sempre incrível!!!

    Parabéns!!!

    Adorei o blog!!!

    http://agnespriscila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada ^^ Fico feliz que tenha gostado da resenha e do blog :D

      Excluir
  7. Está na minha lista de leituras, com certeza. Ótima resenha.
    Beijos.

    http://sucessoparaseublog.blogspot.com.br/

    vivianpitanca.blogspot.com

    ResponderExcluir