sábado, 24 de setembro de 2016

Cobertura de eventos literários no Rio de Janeiro - Setembro/2016

Saudações leitoras e leitores do Attraverso le Pagine!
Meu nome é Morgana e fui convidada pela Belle – editora deste blog – a escrever sobre os eventos literários em que estive presente no Rio de Janeiro no início do mês de setembro. 
Pra início de conversa, a semana do dia 05 a 11 de setembro estava recheada de eventos literários no rio de janeiro, um verdadeiro banquete pra quem adora ler e tudo o mais ligado a este mundinho fantástico da leitura. Vamos a lista:

06/09 – Lucinda Riley no Rio – Lançamento e noite de autógrafos dos 3 primeiros volumes da série As sete irmãs, publicados pela Editora Arqueiro;
07/09 – Lançamento e tarde de autógrafos do livro A rosa branca de Amy Ewing, 2º volume da série A cidade solitária publicada pela Leya;
09/09 – Turnê Megan Maxwell no Rio de Janeiro - Sessão de autógrafos do livro Desejo Concedido, publicado pelo selo Essência da Editora Planeta;
10/09 – Lançamento do livro Sonata em Punk Rock da Babi Dewet, publicado pela Editora Gutenberg.

Desses 4 eventos, estive presente em dois: no da Lucinda Riley e da Megan Maxwell.
Não foi a primeira vez que Lucinda Riley aterrissou em solo brasileiro – até onde pude investigar, esta foi a terceira visita da autora ao Brasil – e como sempre por onde passa, ela causou verdadeiro frissom. Antes de aterrissar no rio, Lucinda marcou presença na Bienal de São Paulo no dia 03/09, e desde lá vem mostrando seu estilo carismático. Ela desce do palco pra falar com os fãs, autografa livros em livrarias de aeroportos e sempre dá um jeitinho de bater um papo com os fãs por onde passa. 
No dia 07/09, uma terça feira, a autora irlandesa marcou presença na livraria Travessa do Shopping Leblon para a sessão de autógrafos dos seus últimos três lançamentos pela editora Arqueiro: As sete irmãs, A irmã da tempestade e A irmã da sombra. O primeiro ponto que destaco, foi a pontualidade da autora. Explico o porquê deste destaque: eu moro a duas horas e meia do Rio de janeiro. Levei cerca de 3 horas pra chegar ao local da sessão de autógrafos e ainda tinha que voltar pra casa na mesma noite, fato que eleva a pontualidade da autora a um patamar elevadíssimo! Dramas sobre distância a parte, Lucinda chegou a livraria animadíssima, cumprimentando todo mundo e irradiando bom humor. E, como Lucinda é Lucinda, achou necessário subir na mesa pra saudar a cerca de 90 pessoas presentes na sessão de autógrafos. Sempre simpática, arranhou saudações e pequenas frases em português. Bateu um papo com a galera, e, principalmente de como estava gostando de sua estadia no Brasil e do carinho dos fãs brasileiros, além de falar e responder a questões sobre os livros da série As sete irmãs.
Sobre a sessão de autógrafos, não houve limite de livros. A única exigência é que um dos livros deveria ser um dos lançamentos. Eu autografei 2 livros: o Volume 1 da série, As sete irmãs e um outro livro da autora lançado pela Arqueiro no primeiro semestre deste ano, A garota italiana, que são os livros que tenho da autora. Durante o autógrafo, ela me perguntou se eu já tinha lido os livros e eu, com minha cara de pau, disse a verdade, que AINDA não tinha lido, mas que leria em breve. Ela foi super simpática e disse que esperava que eu gostasse. Em minha defesa, comprei os livros dela a pouco mais de um me e espero lê-los ainda este ano. Após o autógrafo, tirei minhas fotos com ela e me despedi. Minhas impressões: Lucinda é simpática ao extremo e a editora Arqueiro – que organizou o evento – teve pontos positivos e negativos. Positivo: Disponibilizou fotógrafo oficial, os funcionários da editora se ofereceram pra tirar fotos com os celulares dos presente e, na minha opinião o principal, disponibilizou um tradutor do início ao fim do evento. Negativo: senti falta de brindes para os fãs. Não tinha nem mesmo os marcadores dos lançamentos e nós, amantes de livros, amamos marcadores. Fica a dica Arqueiro!
Meus dois livros da Lucinda autografados <3

Outra autora internacional que desembarcou no Brasil recentemente foi Megan Maxwell, mas isto não é novidade. A autora alemã radicada na Espanha já visitou o país diversas vezes. E desta vez, Megan veio em turnê de lançamento do livro Desejo Concedido, publicado pelo selo Essência da Editora Planeta, e que é o primeiro volume da Série Guerreiras, que, segundo a imprensa mundial, é a série da autora mais esperada pelas fãs, isto porque, a série foi batizada com o apelido dirigido carinhosamente a suas leitora: Guerreiras. Foi justamente na passagem de Megan pelo Rio de Janeiro que eu decidi conhecê-la. Ela compareceu a sessão de autógrafos no lançamento do livro na sexta, 09/09 na livraria Saraiva do Botafogo Praia Shopping. 
A princípio eu me surpreendi com a quantidade de pessoas no evento, cerca de 100 pessoas e mesmo quando estava indo embora ainda tinha gente chegando. Mas a surpresa durou pouco, pois descobri que Megan é super popular no gênero de romances eróticos – e isso explica minha ignorância com relação a popularidade da autora, pois até hoje não li quase nada desse gênero, que, definitivamente não é minha praia. Vocês podem estar pensando que fui lá só pra pegar autógrafo, já que eu nunca tinha lido nada da autora, mas não. Na verdade, fiquei impressionada com a ótima divulgação que a editora Planeta vem fazendo do livro, principalmente na Bienal de São Paulo este ano – Tinha um painel lindo com a capa do livro, com direito a figurino e adereços para tirar fotos, e eu é que não perdi a oportunidade! Com certeza vou acompanhar essa série, que se passa no século XVI na Inglaterra e, principalmente, na Escócia. O primeiro volume já está na minha lista de leituras do mês de outubro.
Não houve nenhum tipo de restrição quanto ao número de livros autografados – ela autografou todos os livros já publicados – bastava somente apresentar uma edição de Desejo concedido. Não houve bate papo, mas a Megan fez questão de conversar individualmente com cada fã durante os autógrafos, respondendo perguntas e querendo saber se éramos novas leitoras ou se já acompanhávamos o trabalho dela. Em resumo: Megan é a simpatia em pessoa, sem falar que ela fala um ótimo portunhol! Elogios a Megan aparte, não poderia deixar de registrar a ótima organização do evento. Tudo começou pontualmente e bem organizado, a fila estava enorme, mas não houve tumulto. A editora chegou a enviar os marcadores do livro pra livraria, mas infelizmente eles não chegaram a tempo – uma pena! Mas não saímos de mãos vazias. Todos receberam uma tattoo estilizada com o formato do “brasão” da série guerreiras.
Meu livro autografado <3

Os eventos foram ótimos! Gostaria apenas de frisar que eventos desse tipo geram um alto custo – ainda mais em tempos de crise como agora – e, portanto, devemos valorizar o empenho das editoras comparecendo a eles. Assim, cada vez mais as editoras e organizadores de eventos literários se sentirão mais incentivados e animados a nos proporcionar essas experiências e alegrias.
É isso. Beijão e até a próxima!


2 comentários:

  1. A Lucinda parece ser uma fofa mesmo, tenho A Casa das Orquídeas e planejo ler em breve, já me disseram que é o melhor dela! Quanto à Megan, conhecia ela pelos livros com teor erótico, então nunca me interessei em ler nenhum :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou louca para ler os livros da Lucinda, em especial os da série "As sete irmãs". E os da Megan não conhecia muito, mas depois do que minha amiga me falou (a Morgana, essa que gentilmente escreveu o post ^^) dela e de suas obras, fiquei curiosa *-*

      Excluir