sábado, 31 de dezembro de 2016

Retrospectiva Literária 2016

Mais um ano termina e mais uma vez estou participando da retrospectiva literária anual criada pelo blog Pensamento Tangencial, contabilizando assim meu terceiro ano de participação e segundo ano cosecutivo (confira a retrospectiva literária de 2015 clicando aqui e a de 2013 clicando aqui).
Vamos às minhas respostas do ano então ;)

A aventura que me tirou o fôlego:
Guerra Civil, do Stuart Moore (leia a resenha aqui). Reli esse livro esse ano por causa do filme (mega diferente do livro e da HQ mas tudo bem) e mais uma vez ele entrou pra minha lista de favoritos do ano. Cheio de ação, reviravoltas, muita tensão entre os personagens com amizades sendo desfeitas, parcerias inusitadas, perigos nunca imaginados... Enfim, o tipo de livro para ser lido e relido sempre que possível!

O terror que me deixou sem dormir:
Horror na colina de Darrington, do M.V. Barcelos (leia a resenha aqui). Esse ano consegui ler um livro de terror \0/ Não sou muito de ler livros do gênero, mas depois de ir a um evento com o autor fiquei super empolgada pra ler e fui com tudo: comecei a leitura numa noite antes de dormir (e surpreendentemente não tive pesadelos \0/) parei pra dormir quando deu um pouco de sono mas peguei-o novamente logo que acordei. Juro que se eu não estivesse tão cansada no dia teria lido ele a noite toda *-*

O suspense mais eletrizante:
O bicho-da-seda, de Robert Galbraith (leia a resenha aqui). Essa mulher... Vai ser perfeita na escrita assim na lua! Seja na fantasia com a série Harry Potter ou no suspense/policial sob o pseudônimo Robert Galbraith, a queen Rowling consegue ser sempre incrível! E nesse livro, segundo do detetive Cormoran Strike, ela se superou numa história que prende do início ao fim e não me deixou parar de ler até o último parágrafo!

O romance que me fez suspirar:
Como eu era antes de você, da Jojo Moyes (leia a resenha aqui). Na verdade, me fez suspirar e chorar pra caramba com a história da Lou e do Will, da mesma forma que o filme conseguiu fazer também.

A fantasia que me encantou:
Half bad, da Sally Green (leia a resenha aqui) e O orfanato da srta. Peregrine para crianças peculiares, do Ransom Riggs (leia a resenha aqui). Essas duas séries de fantasia me conquistaram já nos primeiros livros (esses citados aí). Ambos demoraram um pouquinho pra "pegar o ritmo", mas quase na metade dos livros, ambas as histórias me prenderam e surpreenderam positivamente. Da série criada por Sally Green, li logo o livro extra e o segundo; já do Ransom Riggs, li apenas o primeiro, então pretendo continuar a série (que agora foi toda lançada aqui no Brasil) no ano que vem (me desejem sorte).

A saga que me conquistou:
A saga do Tigre, da Colleen Houck  (leia a resenha do primeiro livro aqui). Nossa, devorei essa série! Só pretendia ler o primeiro para uma das discussões do clube do livro mas acabou que me encantei pela história de Kelsey e cia. e quando percebi estava lendo o segundo, o terceiro, o quarto e o livro extra.

O clássico que me marcou:
O mágico de Oz, do Frank L. Baum. Eu era louca pra ler esse livro e quando ele entrou em promoção não pensei duas vezes: comprei-o e devorei-o! Adorei a história, que eu conhecia mais ou menos pelas adaptações cinematográficas.
E deixo aqui minha indicação de livro clássico ;)

O nacional que adorei:
Instituição para Jovens Prodígios - A revelação, da L.L. Alves (leia a resenha aqui - Atenção para possíveis spoilers dos livros anteriores) e Neena e o farol, da Frini Georgakopoulos. Ambos são maravilhosos, verdadeira Literatura nacional de qualidade! O livro da Lu Alves, terceiro de sua série fantástica IJP, me prendeu e surpreendeu ainda mais que os anteriores. Já o da Frini, um livro/conto disponível no Wattpad, é muito amor. Envolve Haloween e é simplesmente sensacional! Primeiro livro que leio da Frini e já estou apaixonada pela escrita dela *-*

O livro que me fez refletir:
Curtindo a vida adoidado Como eu era antes de você. Esses dois me fizeram refletir cada um a sua maneira. O primeiro, como o filme homônimo, trás toda aquela ideia de aproveitar ao máximo o que a vida tem a oferecer! O segundo, por sua vez, trata das chances que temos de aproveitar os bons momentos com quem amamos enquanto ainda temos tempo.

O livro que me fez rir:
Playbook - o manual da conquista, do Barney Stinson e Matt Kuhn e Curtindo a vida adoidado, do Todd Strasser (leia a resenha aqui). O livro do Barney dispensa comentários; o personagem por si já é pura comédia na série de TV How I met your mother. E o Curtindo a vida adoidado, com as aventuras vividas por Ferris Bueller e seus amigos num dia de folga é risada na certa!

O livro que me fez chorar:
Se eu ficar, da Gayle Forman (leia a resenha aqui). Chorei mesmo e não nego! Mesmo já conhecendo  a história pelo filme e tendo chorado do mesmo jeito, chorei de novo. Emocionante e lindo!

O livro que me decepcionou:
The devil wears Prada, da Lauren Weisberger. Puxa vida, esperava tanto desse livro. Já tinha visto partes do filme antes de ler ele e quando li... fuén! Depois consegui assistir ao filme e gostei bastante mas o livro... não me convenceu, pelo menos não até o final, que salvou um pouco.

O livro que me surpreendeu:
O chamado do cuco, de Robert Galbraith (leia a resenha aqui). Que livro incrível! Eu já tinha ouvido muitos comentários positivos sobre ele, inclusive da minha mãe, que é fã de romance policial, mas não esperar por um livro tão bom quanto este. Leitura mais do que recomendada.

O livro que devorei:
Eleanor & Park, da Rainbow Rowell (leia a resenha aqui). Uma história fofa dessa foi impossível não devorar *-* Comecei a leitura e quando dei por mim já estava super envolvida com a história dos dois (a Eleanor e o Park), querendo saber logo o que iria acontecer no final e me emocionando quando o livro acabou. Outra leitura que eu super indico ;)

O livro que abandonei:
It - A coisa, do Stephen King. Minha primeira experiência com o King não foi tão boa quanto eu esperava :S Tentei ler ele para um desafio literário, li uma boa parte do calhamaço (sério, que livro gigante O.O) mas não consegui continuar. Talvez eu o pegue novamente algum dia, não sei. Só sei que dessa vez não funcionou :/

O livro que comecei, mas não terminei:


A capa que amei:
A capa de Paris for one, da Jojo Moyes (leia a resenha aqui).
Contemplem essa capa maravilhosamente fofa ♡

A capa que detestei:
A capa de Lola e o garoto da casa ao lado, da Stephanie Perkins (leia a resenha aqui).
Sério, que capa é essa?! A menina tem cara de psicopata O.O Custava deixarem como a capa original?! Mas a história é maravilhosa 
A capa da edição brasileira e a capa das edições americana e britânica.

O thriller psicológico que me arrepiou:
Seis anos depois, do Harlan Coben. Tudo bem que não é bem um thriller psicológico (beeeem pouco da parte de psicológico), e nem é o melhor livro do Harlan que eu li até agora; mas ainda assim é sensacional! Me lembrou muito outro romance do autor, Não conte a ninguém, primeiro que li dele e com mais características de thriller psicológico, mas de qualquer forma tem lá seus méritos. Recomendo a leitura ;)

A frase que não saiu da minha cabeça:
“Quero... ser apenas um homem que foi a um concerto com uma garota de vestido vermelho. Só por mais alguns minutos.” (Will Trainor em Como eu era antes de você, de Jojo Moyes)
Essa frase pode não ter muito sentido para quem não leu o livro ou não viu o filme baseado nele, mas pra quem conhece a história do Will e da Lou, ela tem todo o sentido do mundo! E me faz ficar emocionada só de pensar nessa história...

O(a) personagem do ano:
Kamala Khan, a nova Miss Marvel. A Kamala é gente como a gente *-* Fã de Harry Potter e quadrinhos, uma adolescente que do nada vê sua vida mudar completamente ao se tornar uma super-heroína. Impossível não amá-la 
O casal perfeito:
Anna Oliphant e Étienne St. Clair de Anna e o beijo francês (leia a resenha aqui). Gente, esses dois Um casal super fofo que tinha tudo pra dar certo e que no final das contas dá certo apesar dos percalços. Lindos 

O(a) autor(a) revelação:
Stephanie Perkins, Jojo Moyes e Rainbow Rowell. Conheci muitos autores esse ano, e dos que conheci as que mais gostei foram elas: Stephanie, Jojo e Rainbow. Suas histórias são fofas, leves, engraçadas, reflexivas e emocionantes na medida certa.

O(a) autor(a) que mais esteve presente entre as minhas leituras:
J.K. Rowling. Sempre ela, a rainha! Fosse relendo os livros de Harry Potter e os livros extra, fosse com sua série policial, esta sob o pseudônimo de Robert Galbraith, J. Killer/Queen Rowling esteve presente na maioria das minhas leituras; e por sinal, nas melhores leituras do ano.

O gênero literário que mais li:
Fantasia, aventura, policial e romance. Li gêneros bem variados esse ano, saindo um tanto da minha zona de conforto (adoro *-*), mas esses foram recorrentes entre minhas leituras. E eu amei, já que alguns são meus gêneros favoritos!

O gênero literário que preciso ler mais:
Fantasia e romance de época. Espero continuar lendo muita fantasia, um dos meus gêneros favoritos, e poder conhecer os famosos romances de época, os quais só ouço elogios e recomendações dos amigos *-*

O melhor livro que li em 2016:
Vocação para o mal, de Robert Galbraith. Gente, que livro! Um romance policial que vai muito além de uma investigação criminal, acho que essa é a melhor definição deste livro, terceiro da série do detetive Cormoran Strike escrito pela rainha Rowling (sempre ela ) sob o pseudônimo de Robert Galbraith. A resenha sairá em breve mas já adianto: leia, pois não irá se arrepender!

Li em 2016 73 livros, 3 HQs e 2 mangás. Fiquei muito feliz com a quantidade (e a qualidade acima de tudo) das leituras que eu fiz esse ano *-*

A minha meta literária para 2017 é:
Ler mais livros em inglês e ler pelo menos um livro em francês (que comecei a aprender agora ^^)

------------------------------------------------
E esse foi meu "ano literário". E o seu, como foi? Leu muitos livros? Gostou das leituras que fez? E para o ano que vem, já tem alguma meta? Deixe nos comentários ;)


Um comentário:

  1. Oii Belle! Estou passando para ver as suas respostas. :)
    Oinnnn! Eleanor & Park é fofo demais! Eu também adorei!
    Os outros livros que você citou, não li. Mas vou procurar...
    Obrigada por ter participado da Retrospectiva!
    Que 2017 seja um ano de ótimas leituras!! :D

    ResponderExcluir