terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Resenha {Livro} Inferno (Dan Brown)

Livro cedido em parceria com a editora Arqueiro para resenha ♡

“Juro solenemente não fazer nada de bom.”

Inferno foi o segundo livro do Dan Brown que li (o primeiro foi O Código Da Vinci). Brown continua seguindo sua escrita rápida, o principal ponto, na minha opinião, no autor e em suas obras.
Sexto livro de ficção do americano e o quarto protagonizado pelo simbologista Robert Langdon, Inferno se passa na Itália, mostrando Langdon acordando dentro de um hospital sem ter ideia do que aconteceu e de onde se encontra. Ainda no hospital, o homem tem ajuda da médica Sienna Brooks e acaba descobrindo que está sendo perseguido por uma assassina profissional. É, então que começa a busca para saber o que ocorreu nas últimas horas para estar sendo perseguido.
Leia a sinopse do livro: “No coração da Itália, Robert Langdon, o professor de Simbologia de Harvard, é arrastado para um mundo angustiante centrado numa das obras literárias mais duradouras e misteriosas da história: O Inferno, de Dante Alighieri. Numa corrida contra o tempo, ele luta contra um adversário assustador e enfrenta um enigma engenhoso que o leva para uma clássica paisagem de arte, passagens secretas e ciência futurística. Tendo como pano de fundo poema de Dante, e mergulha numa caçada frenética para encontrar respostas e decidir em quem confiar, antes que o mundo que conhecemos seja destruído.”
Langdon
A obra faz referência clara a uma das obras mais importantes do mundo, Divina Comédia do artista Dante Alighieri e que mostra os sofrimentos das pessoas que pecaram, passando por diversos sofrimentos até alcançar o paraíso. Utiliza também a arte de Botticelli sobre a Divina Comédia para levar o personagem a desvendar o enigma, assim como em O Código Da Vinci, por exemplo.
Arte de Botticelli
Ponto interessante e que mais adoro nas obras de Brown são as referências históricas, onde ele mistura ficção com realidade; o autor sabe despertar a curiosidade no leitor, tanto no enredo como no ponto de vista histórico. Mesmo sendo historiadora, muitos pontos fui procurar para saber sobre o que Dan dizia ou para ampliar o que já conhecia.
É um livro que recomendo, assim como os outros livros de Dan Brown e de Langdon.
E recentemente (no final do ano passado) foi lançado nos cinemas o filme baseado no livro e, particularmente, gostei muito. Na verdade, foi o ponto de partida para poder ler a obra literária. Há diferenças claras desde o início, mas nada que modifica a essência do livro. Os atores estão muito bem no seu papel e, preciso dizer, foi onde conheci a Felicity Jones e minha ansiedade para assistir Rogue One só aumentou. 
Felicity Jones e Tom Hanks. Como não se apaixonar pela Jyn?! 
Enfim, espero muito que vocês tenham a oportunidade de ler o livro e, depois (é o que recomendo), vejam o filme.
Frase: “Os lugares mais sombrios do Inferno são reservados àqueles que se mantiveram neutros em tempos de crise moral.”

“Malfeito feito.”

448 páginas | 1ª edição | 2013 | Arqueiro


Nenhum comentário:

Postar um comentário